Aldeias Históricas de Portugal voltam a celebrar cultura, tradições e património

160

Entre junho e novembro as Aldeias Históricas de Portugal voltam a encher-se de festa e cores, cultura e gastronomia, tradições e costumes, e é claro, lendas e mitos. O início está marcado para 5 de junho em Trancoso e o final para 6 de novembro em Monsanto.

Em causa está a quinta edição do Ciclo “12 em Rede – Aldeias em Festa” e tal como o nome indica, estão em preparação 12 eventos para participação presencial do público, “ainda que mantendo a aposta no live streaming, que se revelou um sucesso em 2020”, foi o que avançou a organização do evento ao Notícias de Coimbra.

Os dinamizadores do evento disseram ao NDC que, esta edição terá os mesmos moldes das anteriores – “como ponto de partida de cada evento estará sempre algo que pertence à memória coletiva de cada aldeia, como uma personagem, uma lenda ou um conto tradicional, um acontecimento histórico ou um elemento patrimonial. Ou seja, a História, mas também as estórias e as lendas do território vão sair dos livros e do imaginário da comunidade e ganhar vida nas ruas de cada aldeia”.

As atrações das Aldeias Históricas? Como enumera a organização, vão desde a segurança de um destino “não massificado”, em especial nesta fase de pandemia, ao “extraordinário património edificado; a natureza ainda intacta pronta a ser experienciada em atividades de lazer, desporto ou aventura; a gastronomia e os vinhos identitários; mas também diferentes propostas de cultura e animação”.

Esta edição do evento vai contar com uma programação cultural diversificada, “assente em animações diversas, como visitas teatralizadas, workshops, novo circo, música e, claro, na gastronomia”, acrescentou a organização ao NDC.

Uma iniciativa, que tendo em conta a crise sanitária, pretende ajudar à recuperação e dinamização económica do território, uma vez que será realizada com “portas” abertas ao público, se as regras de desconfinamento assim o permitirem, “mas nunca descurando a segurança sanitária e a aplicação das medidas que, na altura, estiverem em vigor”.

Já na última edição as Aldeias Históricas de Portugal cumpriram todas as normas de segurança impostas pela Direção Geral da Saúde, e a organização reforçou que foram  “o primeiro e únido destino em rede do país a implementar um rigoroso plano operacional de combate à Covid-19, com o objetivo de reforçar as 12 aldeias da rede como destino seguro e sustentável”.

O Ciclo “12 em Rede – Aldeias em Festa” começa em Trancoso, no dia 5 de junho, seguindo-se Castelo Novo (19 de junho), Castelo Mendo (26 de junho), Sortelha (3 de julho), Belmonte (10 de julho), Almeida (17 de julho), Linhares da Beira (31 de julho), Castelo Rodrigo (28 de agosto), Marialva (18 de setembro), Piódão (25 de setembro), Idanha-a-Velha (30 de outubro) e Monsanto (6 de novembro).

fonte: noticias de coimbra