Brasileiros vão instalar fábrica de placas eletrónicas em Soure com o apoio do Portugal 2020

127

A brasileira Standard America, que se dedica ao fabrico de placas eletrónicas, avançou ao NDC que vai instalar uma fábrica em Soure e que as obras deverão decorrer “nos próximos meses”.  Para este projeto a empresa  conta com um apoio de cerca de 1.7 milhões de euros do Portugal 2020.

O anúncio foi feito hoje com o grupo a explicar que nesta nova unidade fabril em Soure “espera criar entre 80 a 100 empregos diretos no primeiro ano”.

A Standard America, com sede em Campinas, finalizou todas as etapas do programa Portugal 2020 e receberá o apoio de investimento para implantar sua fábrica em Soure, comunicou o grupo.

A nova unidade iniciará a operação com duas linhas de produção, que vão garantir a faturação de dois milhões de euros no primeiro ano, adiantou o CEO da fabricante, Dal Colletto.

Pelo projeto Portugal 2020, serão repassados à Standard America valores na ordem de 1,7 milhão de euros, mas a indústria pretende captar cerca de 10 milhões de euros a partir de fundos privados. “Com o aval do Portugal 2020, fomos procurados por fundos privados, que sinalizam investir também em nosso projeto”, acresccentou o empreendedor.

A empresa explicou ao NDC que “está a adquirir um pavilhão em Soure, que é propriedade do Crédito Agrícola, e que será alugado à Standard Europe, com preferência de compra, por um determinado período” e adiantou ainda que as obras serão iniciadas nos próximos meses.

O presidente da Câmara Municipal de Soure, Mário Jorge Nunes, disse hoje ao NDC que “ainda não tem conhecimento de nenhuma dessas informações” e que o último contacto que estabeleceu com a companhia brasileira foi “talvez em junho quando recebeu, em Soure, representantes do fabricante para visitarem dois ou três sítios que estavam à venda como potenciais locais para albergar a nova fábrica”, mas acrescentou que desde então não voltaram a comunicar.

A Standard America clarificou “que foram apresentados à Standard Europe dois pavilhões, mas a negociação não teve o andamento desejado”, pelo que optou pela decisão acima descrita.

O Grupo Standard é formado pelas marcas Standard America, com fábrica no Brasil e escritório comercial nos Estados Unidos, e STD Europe e é especializado em projetos e fabricação de placas eletrónicas para as áreas de agricultura, automação industrial, automóvel, internet, telecomunicações, segurança, iluminação, saúde, aeroespacial e indústria naval. Possui conhecimento e certificação nas áreas de engenharia, prototipagem e pilotos, montagem SMT e PTH, soluções integradas e testes finais, expôs a fabricante.

“Para concorrer à verba, os projetos precisam obedecer determinados critérios, que demonstrem significativa especialização científica, tecnológica e económica e que possam gerar vantagens competitivas ao país. Sendo avaliada dentro de todos esses critérios, a Standard America recebeu a pontuação 4,55, numa escala de 5”, frisou a empresa.

fonte: noticias de coimbra