Casos de covid-19 aumentam na Região de Coimbra. Recolher obrigatório em quatro concelhos

168

Está a aumentar a incidência da covid-19 na Região de Coimbra segundo os dados hoje revelados pela Direção-Geral da Saúde, que coloca Coimbra, Cantanhede e Figueira da Foz em risco elevado de transmissão da doença.

A subida ao nível de risco elevado de Coimbra, assim como Cantanhede e Figueira deve-se ao registo da incidência cumulativa de mais de 120 novos casos por 100.000 habitantes a catorze dias, por mais de uma semana consecutiva.

Mira continua a estar no risco muito elevado, mas tem vindo a diminuir o número de casos.

Nestes quatro concelhos são impostas restrições mais apertadas e é imposto o recolher obrigatório às 23h00. Em Montemor-o-Velho a incidência ultrapassou os 120 e o concelho fica em alerta durante uma semana.

Portugal tem hoje 175 concelhos com uma incidência superior a 120 casos de infeção pelo vírus SARS-COV-2 por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias, mais 45 do que na última sexta-feira.

Estes 175 concelhos que estão acima do limite de incidência de 120 novos casos representam cerca de 56% do total dos municípios do país, quando, na última sexta-feira, este valor estava nos 42%.

Segundo os dados hoje divulgados no boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS), três concelhos ultrapassaram uma incidência cumulativa a 14 dias – entre 01 e 14 de julho – de mais de 960 casos por cem mil habitantes.

Acima deste limiar máximo, de acordo com as categorias definidas pelo Centro Europeu de Prevenção e Controlo de Doenças (ECDC), mantêm-se Albufeira (1.291 casos por 100 mil habitantes) e Loulé (1.176) e, a partir de agora, o concelho de Lagoa, na Região Autónoma dos Açores, com 1.003 casos.

fonte: noticias de coimbra