Coimbra: Coleções do médico Louzã Henriques doadas ao município

124

Seis coleções do escritor e artista Manuel Louzã Henriques, falecido em 2019, foram doadas à Câmara de Coimbra, cidade em que exerceu a sua profissão de médico psiquiatra, que hoje aprovou a doação do espólio.

O acervo é constituído por instrumentos musicais, máquinas de música, de escrever, de costura, máquinas fotográficas, telégrafos e telefones.

A vereadora Carina Gomes, responsável pelo pelouro da Cultura, disse que, em vida, o médico manifestou o desejo de doar as suas coleções ao município de Coimbra, com a finalidade da sua musealização e exposição para usufruto público.

“Após a sua morte, a família reiterou essa intenção”, frisou a autarca.

Concretizada a aceitação do vasto património do médico nascido no concelho de Castanheira de Pera, no distrito de Leiria, que se formou em medicina na Universidade de Coimbra, a Câmara já pode “acolher, estudar, organizar e expor com dignidade as coleções, honrando o seu desejo de legar a Coimbra o seu espólio”, sublinhou Carina Gomes.

Homem apaixonado pela cultura popular, com uma vasta obra nessa área, Manuel Louzã Henriques foi um opositor do Estado Novo, tendo estado preso por diversas vezes e impedido de exercer medicina até à revolução de abril de 1974.

fonte: noticias de coimbra