Comunidade portuguesa em França envia 3.500 prendas para hospitais portugueses

137

A associação Hirond’ailes em França preparou 3.500 “bolsinhas do coração” que vão começar a ser distribuídas hoje aos profissionais de saúde de cinco hospitais portugueses para mostrar o seu “reconhecimento” a estas equipas.

“É só para mostrar o nosso reconhecimento […] É importante para mostrarmos que não são esquecidos. Mesmo longe, pensamos neles, no trabalho que eles estão a fazer e no tempo que eles passam longe das próprias famílias para ajudarem as outras”, explicou Suzette Fernandes, presidente da Hirond’ailes, em declarações à agência Lusa.

A associação coseu 3.500 sacos com pequenas lembranças que vão ser distribuídos a partir de hoje nos hospitais de Santa Maria (Lisboa), Santo André (Leiria), Santa Luzia (Viana do Castelo), Sousa Martins (Guarda) e Rainha Santa Isabel (Torres Novas).

Além das lembranças como pequenas joias, velas ou cremes para as mãos, cada saco contém também um poema da autoria de Lurdes Loureiro, escritora portuguesa radicada em França.

“Todos nós temos lá a nossa família. E se não for para cuidarem deles na covid, cuidam deles noutras ocasiões. Temos de mostrar o nosso reconhecimento e o nosso agradecimento ao trabalho que eles fazem”, disse a líder associativa.

Todas as lembranças foram doadas por empresários portugueses radicados em França ou lusodescendentes, assim como a impressão dos poemas e o transporte até Portugal. Esta ação contou ainda com o apoio da Rádio Alfa, principal rádio que difunde em português na região parisiense.

A associação Hirond’ailes reúne várias costureiras de origem portuguesa na região de Paris e intervém principalmente em ações de solidariedade, tendo produzido mais de sete mil máscaras desde o início do confinamento que foram doadas a profissionais de saúde para os trajetos entre casa e hospital e também aos mais necessitados.

fonte: noticias de coimbra