Convenção do Chega: Bastonária dos enfermeiros foi “dar um beijo de amiga” a Ventura

138

A bastonária da Ordem dos Enfermeiros, Ana Rita Cavaco, foi ontem À II Convenção Nacional do Chega, em Évora, “dar um beijo de amiga” ao presidente do partido, André Ventura.

“O André foi meu colega no Conselho Nacional do PSD, onde eu já não estou e ele também já não está. Acho muito importante as pessoas terem atividade política da mesma forma que a defendo para os enfermeiros”, disse Ana Rita Cavaco à agência Lusa.

A responsável sublinhou que a sua “militância continua onde está, no PSD”.

“Hoje vim mesmo dar um beijo de Ana Rita, de amiga. Amanhã [domingo] estarei cá de forma oficial, como estive no PS, no PCP, no PP, a representar os enfermeiros. Mas o André, acima de tudo, é meu amigo e será sempre”, esclareceu.

O Chega conclui hoje dois dias de trabalhos da II Convenção Nacional, em Évora, com a eleição de novos órgãos dirigentes e o reforço do poder interno do seu presidente, André Ventura.

Até à hora do almoço são esperados depoimentos em vídeo da francesa Marine Le Pen (União Nacional) e do italiano Matteo Salvini (Liga Norte).

Ao vivo, os cerca de 600 participantes no evento do partido nacional populista vão poder ouvir os discursos de membros da extrema-direita europeia (Identidade e Democracia) como o belga e presidente da ID, Gerolf Annemans (Interesse Flamengo) ou o francês Thierry Marinai, antigo ministro de Sarkozy e atual membro da União Nacional.

Para depois do almoço está previsto o discurso de encerramento do congresso protagonizado pelo líder, deputado único e candidato presidencial, André Ventura.

Já confirmados no encerramento estão os representantes da Casa Civil da Presidência da República, do PSD, do CDS-PP e da Iniciativa Liberal, embora o Chega tenha convidado todos os partidos com assento parlamentar, incluindo PS, BE, PCP, PAN e “Os Verdes”.

Igualmente presentes vão estar elementos de diversos sindicatos e ordens profissionais.