Covid-19: Município de Cantanhede disponibiliza mais de 100 routers de internet

58
default

A Câmara Municipal de Cantanhede entregou 108 routers de internet a alunos carenciados para o ensino à distância, anunciou hoje este município do distrito de Coimbra.

No âmbito do confinamento exigido pela grande propagação viral da covid-19, os alunos voltaram a ter aulas em casa a partir de hoje, e por isso, a autarquia de Cantanhede, do distrito de Coimbra, distribuiu routers “aos alunos de famílias com dificuldades”.

O apoio destina-se a “crianças e jovens inseridos no escalão A e B do apoio social escolar”.

O município tem vindo a “minimizar os efeitos da pandemia da covid-19” para que, em cooperação com o agrupamento de escolas, os alunos carenciados pudessem “disponibilizar de meios para assistirem às aulas à distância”, bem como beneficiar das “refeições”.

A comunicação entre o município de Cantanhede e o agrupamento de escolas tem beneficiado da rapidez para que, “atempadamente identificadas as necessidades dos alunos” e em tempo útil, seja dada a “resposta a essas necessidades”.

O vice-presidente da autarquia, Pedro Cardoso, refere a “responsabilidade em providenciar condições de igualdade para todos os alunos no acesso à educação” e garante que a principal preocupação “é não deixar ficar ninguém para trás”, lê-se em nota enviada à agência Lusa.

Pedro Cardoso adianta que “foram feitos contactos com as operadoras de serviços de internet para melhorarem a sua cobertura em locais onde a força do sinal não é suficiente para suportar aulas à distância”.

A Câmara Municipal de Cantanhede prolongou as 40 medidas para mitigar o impacto económico da covid-19, entre elas “o fornecimento de refeições aos alunos de agregados familiares dos escalões do apoio social escolar” e a “dinamização de polos de acolhimento dos filhos e crianças a cargo dos profissionais de saúde, forças de segurança e demais trabalhadores em serviços essenciais”, lê-se em nota.

A autarquia decidiu reforçar a limpeza e desinfeção das instalações de todos os jardins-de-infância do concelho e escolas do 1º. ciclo do ensino básico, bem como dos respetivos equipamentos, mobiliário e outros materiais.

fonte: noticias de coimbra