Jorge Almeida é o novo presidente do CDS-PP no distrito de Coimbra

24

O professor do ensino superior Jorge Almeida, de 53 anos, foi ontem eleito presidente da Comissão Política Distrital de Coimbra do CDS-PP, à qual concorriam três listas.

Oitenta e dois militantes expressaram nas urnas a sua preferência pela lista A, de Jorge Almeida, enquanto as candidaturas de Luís Santos (B) e Carlos Vitória (C) averbaram 64 e 16 votos, respetivamente, disse à agência Lusa o presidente cessante da mesa do plenário distrital, Luís Providência.

Engenheiro e docente do Instituto Superior de Engenharia de Coimbra (ISEC), Jorge Almeida integrou em sexto lugar a lista de candidatos à Assembleia da República que o partido apresentou no distrito às legislativas de 2019, encabeçada pelo ex-jornalista Rui Lopes da Silva, que não conseguiu ser eleito.

“Queremos ser um CDS presente em todo o distrito”, com intervenção em cada um dos 17 municípios, no litoral e no interior, afirmou Jorge Almeida à Lusa na terça-feira.

Na ocasião, o candidato recordou que o partido estava sem direção em Coimbra “há quase um ano”, desde que a Comissão Política Distrital, presidida pelo empresário Rui Nuno Castro, se demitiu face aos maus resultados do CDS-PP nas eleições de 06 de outubro de 2019.

Jorge Almeida enfatizou o propósito de a lista A representar “um CDS que não se resigna e quer voltar a ter o peso na sociedade que já teve há poucos anos”.

O CDS-PP não tem atualmente, desde 2015, qualquer deputado eleito pelo círculo de Coimbra.

O último centrista a representar o distrito no parlamento foi o advogado Paulo Almeida, então também líder distrital do partido.

Ontem,  as eleições para a Distrital de Coimbra decorreram entre as 19:00 e as 22:00, com mesas de voto nas sedes do CDS-PP em Coimbra, Cantanhede, Figueira da Foz e Oliveira do Hospital.

fonte:noticias de coimbra