Soure: Águas do Baixo Mondego e Gândara investe em sistema de telemetria

29

A empresa intermunicipal Águas do Baixo Mondego e Gândara (ABMG) anunciou hoje um investimento em tecnologia para acesso remoto a medições efectuadas nos sistemas sob sua gestão e a comunicação de alarmes sempre que ocorram anomalias.

“Este sistema [de telemetria] permite o conhecimento em tempo real do funcionamento dos sistemas ao nível dos caudais (captações, estações de tratamento, reservatórios e zonas de medição e controlo), de água nos reservatórios, das pressões em pontos de monitorização dispersos pelos sistemas e da concentração de cloro em localizações estratégicas, bem como o estado de funcionamento de órgãos de controlo, como bombas e válvulas motorizadas”, explica aquela entidade, em comunicado enviado à agência Lusa.

O sistema de telemetria abrange a globalidade dos sistemas de abastecimento de água dos concelhos de Mira, de Montemor-o-Velho e de Soure, municípios do distrito de Coimbra que constituem aquela empresa intermunicipal, com o objectivo de melhorar a eficiência hídrica, energética e ambiental.

O comunicado salienta ainda que a ABMG vai investir cerca de 1,5 milhão de euros em obras de controlo e redução de perdas de água nas redes de distribuição, tendo já candidatura aprovada.

“Esta operação compreende a substituição de condutas de água, a aquisição de equipamentos de medição e monitorização de caudais, a aquisição de novos ‘softwares’ para telegestão/telemetria e equipamentos para localização de fugas”, especifica a nota.

Para o concelho de Mira está prevista a instalação de 21 medidores de caudal e a substituição de 2,2 quilómetros de rede, incluindo 128 ramais domiciliários, enquanto Montemor-o-Velho prevê a instalação de 25 medidores de caudal e três válvulas redutoras de pressão.

Em Soure, a ABMG vai proceder à instalação de 77 medidores de caudal e à substituição de 5,1 quilómetros de rede, incluindo 192 ramais domiciliários.

Segundo a empresa intermunicipal, nos três concelhos irão ser instalados medidores de nível nos reservatórios e medidores de pressão dispersos pelos sistemas.

A ABMG – Águas do Baixo Mondego e Gândara é uma empresa intermunicipal criada pelos municípios de Mira, de Montemor-o-Velho e de Soure com o objectivo de assegurar o abastecimento de água e o saneamento de águas residuais para um universo de cerca de 30 mil clientes e 53 mil habitantes.

fonte: jornal terras de sico